20 de set de 2010

ENCONTRO DE MOTOS EM TACUAREMBÓ


Tacuarembó.
Fomos convidados pelo nosso Amigo Ademir Ferrer (Miro) para irmos no encontro de motos de Tacuarembó no Uruguai. Como gosto muito do Uruguai, não pensei duas vezes. Consultei a Manja e ela concordou. Pronto já estávamos na estrada. Convidamos nosso Amigo Juvenil e Marisa, eles aceitaram o convite. Confirmei com o Miro, marcamos dia e hora e já começou a expectativa do passeio. Havíamos convidado também o Eliseu, Gládis o Antônio e a Ivane, mas, por motivos de trabalho não puderam ir. Lamentável, pois, são excelentes companhias. Falamos muito neles. Também por motivos de saúde a nossa Amiga Ieda (esposa do Miro) não pode ir. Outra baixa irreparável. Mas infelizmente nem tudo é como agente quer e imagina ser.
Combinamos um roteiro e saímos conforme o combinado.
Dia 17 de setembro saímos aqui de casa as 13.30 Hs. As quatorze horas estávamos junto com o Miro em Pelotas e de lá saímos rumo a Jaguarão.
Entramos no Uruguai por Rio Branco, pois combinamos em ficar em Melo, porque a partir de La teríamos uma nova companhia, nosso Amigo Turco lá de Melo. Chegamos a Melo por volta das 17.00 h e fomos recepcionados pelo nosso Amigo Turco que logo nos levou para fazermos um lanche e prosearmos um pouco. Após, saímos para visitar a namorada do Turco a Rocío (também muito amável). Saímos da casa dela e o Turco nos levou para o Hotel VIRREY que por sinal o pessoal foi muito educado e receptivo. Tomamos um banho e em seguida o Miro e o Turco estava a nossa espera para sairmos para jantar e prosear mais um pouco. Foi uma maravilhosa janta com muita prosa e já combinamos um café pela manhã no hotel e de lá sairíamos rumo a Tacuarembó.
Conforme o combinado, o Miro e o Turco estava lá para o café e já prontos para rumarmos á Tacuarembó, mas, antes passamos em uma loja do primo do Turco para fazermos umas comprar. Por sinal umas belas japonas por preço muito bom.
Agora sim já com as compras feitas e as motos abastecidas rumamos para o nosso destino final que era o encontro.
O Turco puxou a frente e imprimiu um ritmo de viagem muito bom e por esta razão embora a estrada não estando muito boa cedo chegamos a Tacuarembó. Fomos direto para o encontro e após cumprimentar alguns conhecidos, rumamos ao centro da cidade para o para o Hotel PLAZA que como a maioria no Uruguai também fomos muito bem tratados. Após nos alojarmos, saímos para almoças e mais prosa. Voltamos para o hotel e todos fomos dar uma sesteadínha (com exceção do Turco que dormiu a tarde toda). Após uma meia hora de sesta saí eu e a Manja mais o Juvenil e a Mariza para o encontro, ficando o Miro e o Turco, sendo que logo em seguida o Miro chegou no encontro só, pois o Turco continuava á dormir.
Encontramos mais uns amigos, proseamos mais um pouco, aturamos o choro do Miro por saudades da Ieda e se foi nossa tarde.
Voltamos para o Hotel. Um bom banho. Um mate regado com muita prosa e fomos jantar.Mas antes tinha se estabelicido um problema para o Miro. O Turco se levantou e não encontrou a chave do quarto. Segundo ele o Miro deu sumisso na cheve. Procuravam e não achavam a dita chave. Por sinal achave apareseu somente no dia seguite. MIRO E A CHAVE? No jantar combinamos a volta por Livramento e ai, sofremos a baixa do nosso Amigo Turco, como ele não tinha carta verde não poderia entrar no Brasil por livramento conosco e voltar ao Uruguai por Aceguá. Temos por hábito nunca voltar pelo mesmo caminho da ida, para, que a viagem não se torne monótona. Ficamos tranqüilos porque tinha muita gente de Melo em Tacuarembó e por esta razão o Turco não ficaria só na estrada.MIRO E A CHAVE?
Fizemos uma viagem tranquila de volta. Almoçamos em Bagé (aturamos mais um chorinho do Miro pela Ieda. As vezes tínhamos até duvidas se era pela Ieda ou pelo Turco (maldade Miro) ) e cedinho estávamos em casa. MIRO E A CHAVE?
Já estamos com saudades desse pessoal e contando os dias para o próximo passeio e que ele seja em breve. MIRO E A CHAVE?
Muito obrigado Juvenil e Mariza, Miro e Turco e claro que a Manja também. Vocês são excelente companhias e mais uma vez lamentar a falta do Eliseu e da Gradis e a do Antônio e a Ivane.

Fotos da viagem tiradas pela Manja
FOTOS PELA MARIZA

2 comentários:

Álvaro e Adelaide disse...

Que bom ter notícias tão boas de nossos amigos! Lindas as fotos e que dias maravilhosos tiveram neste passeio. Aproveitei para relembrar a nossa estadia em Tacuarembó na nossa viagem a Ushuaia. Também amenizo a saudade de viajar de moto com este passeio de vocês, pois agora ficarei um tempo sem sentir aquela sensação maravilhosa de pegar a estrada de moto, mas por uma boa causa. Saudades de vocês! Um grande abraço.
Adelaide.

Ademir Ferrer Soares disse...

Bom dois temas foram recorrentes: 1- Saudades da Ieda e falta da sua companhia, isso é a mais pura verdade, fico deslocado sim. Não fosse os parceiros e parceiras, não teria mais graça a viagem!!
2 - Agora quanto a CHAVE DO QUARTO foi o TURCO que deu sumiço e Eu levei a culpa, pode? Que injustiça comigo.
Agradeço mais uma vez, a oportunidade de viajar com os casais Amigos João/Manja E Juvenil/ Marisa foi exelente. Parabéns a nossa fotógrafa e minha Dinda Manja exelentes fotos! Beijos